Não Cometa Estes 7 Erros Em Seu Website Ou Blog

7 Flares Twitter 0 Facebook 7 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- 7 Flares ×

Estive analisando alguns websites e percebi que muitos deles possuem erros comuns, algo fácil de ser corrigido, mas que conta muito na hora do Google rankeá-los. Confira a seguir os principais problemas encontrados em um website que o proprietário raramente percebe.

Erros no website

1.  Código HTML e CSS

Muitas pessoas nem percebem que seu website está com problemas na sintaxe do  código. Isso acarreta em problemas tanto de renderização quanto de indexação da página. Analise todas as páginas de seu website e solucione os erros de sintaxe HTML e CSS.

Você deve estar se perguntando “tá, mas eu não sei nada de programação, como vou analisar isso?”, simples, existe uma ferramenta da W3C chamada Markup Validation Service onde você informa a URL do seu website e o validador retornará todos os problemas encontrados, assim você poderá corrigi-los ou solicitar que a empresa responsável pelo desenvolvimento o faça.

2. Servidor onde o Website está Hospedado

Você sabia que o servidor também pode afetar sua posição nos resultados de busca do Google?

Veja alguns problemas comuns em servidores:

  • Timeout: Isso ocorre devido à demora do servidor em responder uma requisição, ou seja, o robô de buscas do Google pode não receber uma resposta de seu website, afetando o rankeamento.
  • Tempo de resposta: além de ser um problema para o robô do Google, caso o servidor demore muito a exibir a página o visitante desiste de navegar em seu site.
  • Tipo de hospedagem: se você contratou um serviço de hospedagem, verifique o tipo de hospedagem (compartilhada ou dedicada). Caso seja hospedagem compartilhada, vários sites estarão hospedados em um mesmo servidor sob o mesmo endereço IP, dessa forma, é possível que existam sites spammers hospedados em seu servidor e isso será passível de punição pelo Google, resultando em penalidade também para o seu website.
  • Limite de Transferência: alguns servidores limitam a quantidade de transferência de um domínio, esse procedimento pode derrubar seu website em caso dele receber muitas visitas. Isto é muito ruim em termos de SEO.

O ideal é contratar hospedagem dedicada, porém, esse tipo de hospedagem costuma ser muito mais cara. Ou contrate uma empresa de confiança que possua hospedagem compartilhada e monitore o desempenho do servidor.

3. Domínio do Website

Talvez não se dê conta, mas o nome de domínio é muito importante tanto para o Google quanto para os visitantes.

Nomes de domínios muito longos tendem a ter pior rankeamento do que domínios curtos. O visitante também não conseguirá memorizar nomes de domínio muito longos, dificultando o retorno a seu website.

Tome cuidado ao registrar domínios com mais de uma interpretação, por exemplo www.wc.com.br ou www.dabliose.com.br. Caso seja necessário, verifique e registre as duas maneiras. Pense também em registrar o domínio com as palavras-chave em que você queira aparecer nos resultados de busca, como www.nomedapalavrachave.com.br, isso ajuda a posicionar melhor nos resultados, desde que esse domínio tenha conteúdo de qualidade e trabalhado para tal palavra.

4. Título do Website

Esse é um dos mais importantes elementos do website, se não o mais importante. Tal assunto poderia ser tratado em no mínimo 10 artigos.

A tag HTML responsável pelo título é a <title> e ele vai aparecer na aba do seu navegador e também nos resultados do Google (em azul). Cada título deve ser ÚNICO dentro do site, ou seja, não devem existir títulos de página repetidos em um mesmo domínio.

Para descobrir se seu site possui algum título duplicado, use o comando site: no campo de pesquisa do Google. Por exemplo site:seuwebsite.com.br, o Google listará todos os títulos de seu website e você poderá analisar se há algum repetido. Também é possível utilizar o Google Webmaster Tools para verificar título e conteúdo duplicado.

Aproveite bem o título, uma boa prática é posicionar a palavra-chave que você deseja trabalhar no início do título. Os títulos da página também devem ser formulados para chamar a atenção dos internautas, fazendo eles clicar no resultado de busca de sua página no Google.

5. Exibição do Website em Celulares e Tablets

Exibição do Website em Celulares e Tablets
Segundo alguns “experts” em SEO, o Google é capaz de verificar se o website possui layout responsivo, sendo esse tipo de layout capaz de adaptar-se a qualquer resolução de tela, inclusive as de dispositivos móveis.

O layout responsivo é uma recomendação do Google, já que acessos de aparelhos móveis estão crescendo a passos largos e em pouco tempo dominarão as buscas. Além disso, o Google prefere design responsivo porque o conteúdo pode ser mais facilmente acessado e compartilhado.

Verifique se seu site possui design responsivo, caso não possua, é recomendável redefinir o layout para se adequar a essa nova realidade.

6. Links Internos e Externos

Os links do website também são outro ponto importantíssimo, por causa deles existe a internet que conhecemos hoje. Postarei alguns artigos no futuro a respeito desse assunto.

Links nada mais são do que uma referência (ligação) entre páginas da web, cada link é um voto para a página que está apontando. Quanto mais links de qualidade apontando para uma página, mais relevante essa página será aos olhos dos mecanismos de busca.

Links bem formulados são uma ótima forma de mostrar para o Google que seu website é estruturado de maneira inteligente. Abuse dos links em vários pontos da página (cabeçalho, laterais, centro e no rodapé). Cada área têm sua importância, sendo a seção de conteúdo o local mais nobre para links dentro de uma página. Adicione ao conteúdo links de saída (para outros websites), bem como links internos (para páginas relevantes do seu próprio website).

Use as palavras-chave também nos textos dos links, assim o Google saberá do que se trata a página que está sendo referenciada pelo link, como por exemplo Desenvolvimento de Sistemas Web e Mobile.

7. Velocidade de Abertura da Página

O Google está levando em conta a velocidade de carregamento dos websites como fator de rankeamento de resultados de busca para seus usuários. Como em outros fatores de rankeamento, não é possível saber qual é o pontuação desta variável na base de cálculo do Google para exibição dos resultados, mas com certeza é importante, sendo que o objetivo do Google é tornar a experiência do usuário a melhor possível.

É possível melhorar consideravelmente a performance do website com ações simples:

  • Compactar arquivos HTML, CSS e JavaScript
  • Otimizar imagens
  • Aproveitar o cache do navegador
  • Agrupar e minimizar arquivos CSS
  • Agrupar e minimizar arquivos JavaScript
  • Carregar JavaScript somente no final do código HTML
  • Utilizar CSS Sprites
  • Utilizar Gzip para compactar o conteúdo

Para verificar como seu website está em relação à performance, acesse o PageSpeed e analise o resultado.

Falarei mais a respeito desse tema em outro artigo.

Não Cometa Estes 7 Erros Em Seu Website Ou Blog: Relembre os Erros

  1. Código HTML e CSS
  2. Servidor onde o Website está Hospedado
  3. Domínio do Website
  4. Título do Website
  5. Exibição do Website em Celulares e Tablets
  6. Links Internos e Externos
  7. Velocidade de Abertura da Página

Gostou do artigo? Ficou com dúvidas? Tem outras sugestões?

Deixe um comentário, pois leio todos e tento respondê-los :)

Forte Abraço e até o próximo artigo!

Não esqueça de assinar abaixo para receber todas as dicas e novidades do 9blog.

Fique Atualizado
7 Flares Twitter 0 Facebook 7 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- 7 Flares ×

Atua na área digital desde 2008, focado em empreendedorismo, projetos de Marketing Digital e Desenvolvimento de soluções web e mobile. Adora desafios e está sempre atento a novas tecnologias e possibilidades.