E aí! E-commerce para farmácia, vale a pena mesmo?

e-commerce para farmácia


Estamos próximos ao momento esperado para o e-commerce brasileiro, após mais de duas décadas de atuação, enfrentando diferentes momentos econômicos, nosso mercado apresenta um constante crescimento, homogêneo e uniforme. Veja 7 dicas especiais para e-commerce de farmácia.

A economia brasileira segue em processo de recuperação e o comércio eletrônico está tendo um papel fundamental para esse fortalecimento. O comércio virtual, inclusive, está aparecendo também como oportunidade para empreendedores iniciantes, pois os mesmos conseguem disputar mercado com empresas já consolidadas que ainda não se adaptaram as novas tecnologias. Bom, ai eu te pergunto: “E ai! E-commerce para farmácia, vale a pena mesmo?”

A ascensão no setor é mundial, segundo o portal eMarker o crescimento foi de 24% em 2018 no mundo todo, movimentando um valor em torno de 2,9 trilhões de dólares na economia. Na América Latina o crescimento foi de 17,9% comparado ao ano anterior.

Hoje as vendas online apresentam crescimento maior do que no varejo tradicional. Isso torna-se evidente nas vendas FMCG (bens de consumo rápido) que teve um crescimento 5 vezes maior do que no comércio tradicional.

Os números mostram uma grande oportunidade de investimento, veja na América Latina alguns dados que impressionam:


Resultados do último ano

Mesmo sendo um ano um tanto quanto turbulento, com eventos como eleição, copa do mundo, greve dos caminhoneiros e a alta do dólar, a curva de crescimento no setor se manteve em ascendência. Com alta nominal de 12%, já são mais de 55 milhões de consumidores online, totalizando mais de 25% da população brasileira.

Com aumento notável em números de pedidos, impulsionado por pedidos de itens não duráveis como perfumaria, cosméticos e saúde. O ticket médio dos brasileiros passou a ser R$ 434.

Farmácia nesse meio

Como mencionado acima, a categoria com maior crescente foi de perfumaria, cosmético e saúde, exatamente o ramo onde os e-commerces de farmácias estão inseridos. De acordo com Ebit | Nielsen em 2018 aumento de pedidos nessa categoria foi de 112%, totalizando 51% de todos os pedidos realizados no meio virtual.

Isso se dá pela mudança no estilo de vida dos brasileiros que estão cada vez mais preocupados com a saúde, corpo e alimentação.

Mobile fará a diferença

Com a evolução das redes 3G, smartphones e outros dispositivos portáteis de tecnologia avançada, é cada vez mais popular o uso de dispositivos móveis para compras na web. É conveniente recordar-se de que smartphones não completaram nem mesmo 12 anos de idade no Brasil, o primeiro iPhone foi lançado em 2007.

A pesquisa Ebit | Nielsen evidencia que 42,8% dos pedidos realizados em janeiro de 2019 foi feita por dispositivos móveis. Enquanto no último ano a crescente foi de 41%. Uma particularidade é o ticket médio é inferior a pedidos realizados em desktops.

Conclusão

Portanto, se até esse momento você ainda não esteja investindo nesse setor, pode estar perdendo as grandes oportunidades que ainda estão abertas no comércio virtual.

De nada adianta o planejamento de uma operação de e-commerce para farmácia, se nele não estiver incluído uma boa plataforma, que irá atender todas as necessidades do projeto, seja na segurança ou na oferta de ferramentas que atendam às necessidades específicas e diferenciais do seguimento.

Nós da 9bits fornecemos uma ferramenta ideal para gerenciamento de múltiplas lojas, através de um sistema desenvolvido afim de trazer inovação com eficiência para seu negócio. Dentre nossos serviços oferecidos, trabalhamos com o setor farmacêutico para empreendedores da nova geração. Veja mais sobre.

Entre em contato e faremos um orçamento fácil com você. Link

Até mais!

Fonte: Ebit | Nielsen / Webshoppers 2019

Formado em Sistemas de Informação pela UNIPAR/2019. Full stack developer pela empresa 9bits. "De nada vale aprender se não fizer bem!"